Key for Schools PORTUGAL - Cambridge English

Documentação

Apresenta-se informação sobre o projeto Key for Schools PORTUGAL.

O projeto Key for Schools PORTUGAL

O Key for Schools PORTUGAL é um projeto que tem como principal objetivo a aplicação nos estabelecimentos de ensino de um teste de língua inglesa concebido pelo Cambridge English Language Assessment, entidade da Universidade de Cambridge responsável pelo desenvolvimento de instrumentos de avaliação no domínio da língua inglesa.

Através da realização deste teste pode ainda ser obtido um certificado da Universidade de Cambridge. O teste permite certificar níveis de proficiência linguística de A1 (utilizador elementar) a B1 (utilizador experiente), em função do resultado obtido por cada aluno. O projeto Key for Schools PORTUGAL visa também contribuir para o reconhecimento da sociedade portuguesa da importância que a aprendizagem de uma segunda língua representa para o desenvolvimento cognitivo de cada criança e jovem, processo que se reflete positivamente na qualidade da aprendizagem desenvolvida em torno de qualquer área do saber. O projeto tem início no corrente ano letivo, no âmbito do definido no Despacho n.º 11838-A/2013, de 11 de setembro.

Esta iniciativa, apenas possível com a adesão das empresas signatárias do protocolo, é mais um passo para uma sustentada valorização dos conhecimentos e capacidades dos alunos no domínio de uma língua estrangeira, neste caso o inglês.

Protocolo IAVE, BPI, Connexall, Novabase, Porto Editora e Fundação Bissaya Barreto

A assinatura do protocolo entre o IAVE e as empresas referidas veio possibilitar a implementação do projeto Key for Schools PORTUGAL, cuja principal finalidade, a médio prazo, é a de contribuir para a certificação generalizada da população no uso do Inglês, conferida por uma das mais prestigiadas instituições de ensino ao nível mundial, a Universidade de Cambridge, e por uma das mais reconhecidas instituições de certificação da proficiência em língua inglesa, o Cambridge English Language Assessment.

Os certificados University of Cambridge são reconhecidos em todo o mundo, quer no domínio académico quer empresarial. Para cada aluno e sua família, e também para a economia do nosso país, a vantagem competitiva que resulta de podermos dispor de uma população com qualificação certificada no uso do Inglês, já considerada a língua franca universal, é uma mais-valia que é fundamental reconhecer e acarinhar.

Aquelas vantagens pessoais, sociais e económicas serão alcançadas e maximizadas com uma adesão de todos, alunos, procurando melhorar continuamente os seus níveis de proficiência, professores, cujo papel no estímulo à aprendizagem e na promoção de um ensino de qualidade é sempre de enaltecer, e dos pais, determinantes no apoio e incentivo à aprendizagem e ao uso do inglês pelos nossos alunos.

As empresas outorgantes, reconhecendo o alcance social do projeto, no âmbito da sua política de responsabilidade social, comprometem-se, assim, a assegurar os custos devidos a Cambridge English Language Assessment, instituição sem fins lucrativos, pela disponibilização:

  • do teste Key for Schools;
  • de um programa de formação de professores;
  • dos certificados a todos os alunos que o solicitem.

Dependendo dos níveis de adesão das famílias aos pedidos de obtenção de certificados, podem ser geradas receitas que, tal como previsto na cláusula 9.ª, número 4, alínea c), serão integralmente afetas a projetos que visam incentivar o ensino e a aprendizagem de línguas estrangeiras ou a apoiar a melhoria e modernização das condições técnicas no domínio da classificação, soluções que visam facilitar as tarefas a desenvolver pelos professores classificadores e a melhorar os níveis de fiabilidade de todo o processo de classificação das provas de avaliação externa a realizar pelos alunos em Portugal.

Vale ainda a pena salientar que esta iniciativa permite alargar significativamente o acesso dos alunos a uma certificação reconhecida internacionalmente, fruto do apoio das empresas signatárias do protocolo, cuja intervenção tornou possível a disponibilização de um certificado que pode ser obtido gratuitamente pelos alunos abrangidos pela ação social escolar integrados no escalão A, a um custo de 12,5€ pelos alunos integrados no escalão B e por 25€ pelos demais alunos. Os valores em causa traduzem uma redução de cerca de 70% em relação aos valores de referência antes desta iniciativa.

O texto do protocolo original pode ser consultado aqui.

O aditamento ao protocolo pode ser consultado aqui.

Vantagens para os alunos e para os professores

O teste Key for Schools, que avalia os conhecimentos e as capacidades de cada aluno, permite obter informação sobre a qualidade da aprendizagem realizada e, assim, agir no sentido de criar as condições para uma progressiva elevação do nível de proficiência linguística de todos os alunos em Portugal.

O teste Key for Schools avalia os domínios da leitura, da escrita, da compreensão e da produção oral. A sua aplicação constitui também a oportunidade para revalorizar nas escolas portuguesas o papel da comunicação oral em contexto de avaliação externa à escala nacional, vertente essencial no processo de aprendizagem das línguas estrangeiras.

Com a aplicação do teste Key for Schools serão igualmente implementados programas de formação de professores de inglês ministrados pelo Cambridge English Language Assessment. Estes programas, que incluem a necessária certificação de todos os professores que irão classificar a componente escrita e a componente oral do teste, constituem uma oportunidade para o desenvolvimento profissional destes docentes.

Destinatários do teste Key for Schools 2013/2014 e processo de certificação

O teste Key for Schools será aplicado, com carácter obrigatório, aos alunos a frequentar o 9.º de escolaridade nos estabelecimentos do ensino público, particular e cooperativo. Pode ainda ser realizado opcionalmente por alunos com idades compreendidas entre os 11 e os 17 anos a frequentar outros níveis de escolaridade que o solicitem (6.º, 7.º, 8.º, 10.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade).

A obtenção de certificado é opcional para todos os alunos a frequentar o 9.º ano de escolaridade. Os alunos a frequentar outros anos de escolaridade que pretendam realizar o teste tem de proceder à sua inscrição para a obtenção do certificado.

O certificado é disponibilizado mediante o pagamento de 25€, sendo gratuito para os alunos abrangidos pela ação social escolar integrados no escalão A e reduzido em 50% para os alunos integrados no escalão B.

Apresentação do Projeto Key for Schools PORTUGAL às escolas portuguesas

Na primeira e na segunda semanas do passado mês de dezembro o IAVE, em conjunto com o Cambridge English Language Assessment e com a colaboração da DGEstE e da Secretaria Regional de Educação da Madeira, promoveu um ciclo de reuniões com todas as escolas do ensino público, particular e cooperativo de Portugal continental e da Região Autónoma da Madeira.

Posteriormente, a região Autónoma dos Açores aderiu igualmente ao projeto, tendo sido realizada uma reunião com a presença da Direção do IAVE, a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Cultura e escolas desta região.

Este ciclo de reuniões marcou também o anúncio às escolas da participação da Fundação Bissaya Barreto, que assim se junta aos parceiros que, no dia 13 de setembro 2013, assinaram com o IAVE protocolo de cooperação tendo em vista a realização do projeto. A Fundação, enquanto Instituição Particular de Solidariedade Social e Utilidade Pública de natureza privada que no quadro da sua missão estatutária vem prosseguindo e realizando objetivos de apoio, promoção e a realização de atividades no âmbito das áreas social, cultural e educacional, reconhece a mais-valia do projeto Key for Schools Portugal para os alunos, para os professores de Inglês, para o sistema educativo nacional e para o país, em geral.

O ciclo de reuniões, que se iniciaram em dezembro de 2013, no Luso, e terminaram em janeiro de 2014, em Ponta Delgada, com sessões na Maia, no Funchal, em Torres Novas e em Setúbal, permitiu uma apresentação mais detalhada do projeto às direções das escolas e aos professores de Inglês, explicitando alguns dos passos que devem ser dados no sentido da implementação do teste Key for Schools, a partir do mês de março de 2014.

A Universidade de Cambridge, através de Cambridge English Language Assessment, apresentou o teste, dando especial ênfase à componente específica da avaliação da produção oral (speaking).

Ainda no âmbito das reuniões, foram apresentadas, genericamente, as diferentes componentes do programa de formação e de certificação dos professores classificadores dos testes, bem como as ofertas de formação, gratuita, para os demais professores de Inglês.

As reuniões contaram ainda com a presença da Confederação Nacional de Associações de Pais (CONFAP), da Associação Nacional de Professores de Língua Inglesa (ANPLI), da Associação Portuguesa de Professores de Inglês (APPI) e da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP), cuja participação o conselho diretivo do IAVE agradece.

Imprimir